26 setembro 2010

Vi-te passar.
Observei-te.
De longe.
Não queria que soubesses.
Mas algo em ti me despertara a atenção.
Já te tinha visto.
Dias antes.
No mesmo sitio onde te encontras.
Apesar de dias volvidos
Parecia que não tinhas saído do mesmo sitio.


Estava a observar-te.
Quando o teu olhar encontrou o meu.
Trocámos breves e tímidos olhares.
Com um impulso.
Aproximei-me.
Retribuíste.
Cheirei o teu perfume.
Trazido pela mais suave brisa.
Cheiravas a flores.

Ficamos a alguns centímetros de distância.
Nada dissemos.
Quando.
Em tom de suspiro te perguntei.
"Posso saber o teu nome?"

16 comentários:

  1. Gostava de puder dizer-te, mas é um local demasiado público. Existe uma pessoas nas proximidades que poderia ouvir e é exactamente dela que quero afastar-me neste momento.

    ResponderEliminar
  2. Então anda.
    Acompanha-me.
    Conheço um local onde nos podemos afastar de quem precisas afastar.
    E podemos conversar, sem nada temer.

    ResponderEliminar
  3. Obrigada.
    Mal me conheces e preocupas-te comigo?

    ResponderEliminar
  4. Padeço desse mal.
    Dou por mim a ajudar quem não conheço.
    Mas tenho-te observado.
    Pessoa de mal não és.
    Ficava bem comigo mesmo se te pudesse ajudar.

    ResponderEliminar
  5. Então vamos.
    Preciso afastar-me do pior que a minha vida teve.
    Acompanho-te.
    Alguém com tão belo olhar decerto não me vai fazer mal.
    Diz-me o teu passado numa palavra, deixa-me conhecer-te um pouco.

    ResponderEliminar
  6. Vamos para aquele jardim.
    Afastado o suficiente de quem queres.
    Mas movimentado, para que não te sintas intimidada.
    Não te vou fazer mal.
    Honestidade, é a base do meu passado.
    Só com convivência me conhecerás.
    Obrigado.
    Mas tão belos olhos não deveriam carregar tamanha tristeza.
    Que se passa?

    ResponderEliminar
  7. Fui demasiado sincera com alguém.
    Perdi-me por ela. Perdi quem se preocupava comigo.
    Fui tola e apaixonada.
    Cometi erros impossíveis de apagar.
    Passei hoje por ali para dizer a essa pessoa que a minha vida ia seguir.
    Encontrei a pessoa em questão exactamente a seguir com a sua vida em frente.
    Não que ainda seja a tola e apaixonada que era.
    Mas custa ver alguém que nos prometeu o mundo entregá-lo a outra pessoa de um dia para o outro.

    ResponderEliminar
  8. Lamento ter que ouvir tão duras palavras saírem dos teus lábios.
    Mas a sinceridade faz falta nos tempos que correm.
    Em relação ás promessas.
    São promessas ditas por alguém que não compreende o seu verdadeiro significado.
    São apenas palavras.
    Palavras proferidas tão naturalmente que magoa, um dia mais tarde.
    Pessoas como essas deveriam estar privadas de certos sentimentos.
    Mas e agora, estás bem?

    ResponderEliminar
  9. Fazes-me sorrir com essa pergunta.
    Por agora estou. Logo à noite na solidão do meu quarto, no escuro da noite não estarei.
    Faz-me falta alguém que me abrace até eu adormecer, que afaste os fantasmas que pairam à minha volta.

    ResponderEliminar
  10. Tenho como missão de vida sorrir e fazer sorrir.
    Mesmo não tendo ninguém a teu lado.
    Que te acaricie a face até adormeceres.
    Os fantasmas sairão da tua vida.
    Basta afastá-los enquanto estás acordada.
    Não te irão atormentar no sono.

    ResponderEliminar
  11. Já muita gente tentou fazer o que dizes, infelizmente ninguém foi bem sucedido.
    Os fantasmas voltam.
    Em sonhos, em vozes, em chamadas, em mensagens.
    Até durante o dia na forma do toque de uma campainha.
    Quem sabe, um dia quando aparecer alguém especial os fantasma desapareciam para onde pertencem.

    ResponderEliminar
  12. Quando esse alguém especial aparecer estarás disposta a aceitá-lo?
    Só sendo aceite esse alguém te poderá ajudar

    ResponderEliminar
  13. Estarei mais que disposta.
    Anseio o momento em que tenha alguém que possa abraçar de verdade.
    Que me olhe nos olhos e me transmita a segurança e a paz que sempre imaginei.
    Alguém que me complete as frases sem ser preciso eu falar.

    ResponderEliminar
  14. Todos nós ansiamos por esse alguém.
    Alguém digno de merecer o nosso coração.
    Não entendo como alguém fala contigo e não te olha nos olhos. Esses belos olhos castanhos.
    Vejo que precisas de um abraço, posso?

    ResponderEliminar

+ histórias