02 outubro 2010

Há uns meses partiste.
Perdi a conta do tempo que passou desde então.
Ainda choro o teu desaparecimento.
Não penses que te esqueci.
Isso nunca vai acontecer.
Apesar de teres partido ainda me acompanhas.
Mantens-te junto a mim.
No meu coração.


Era um miúdo quando te vi.
Quando te fui buscar.
Quando te acolhi.
Muitas alegrias me deste nos quase 11 anos da tua existência.
No fim foi a dor que se apoderou de mim.
Não partiste naturalmente.
"Forçamos-te" a partir.
A culpa apodera-se de mim.
E fica para sempre. 
Desculpa se foi cedo demais.
Desculpa se fui egoista em manter-te por mais uns tempos.
Ainda olho para o local que habitaste desde o primeiro dia.
Esperando por momentos ver-te surgir.
Depois caio em mim e apercebo-me que tal é impossível.
Partiste.
Já não voltas.

Obrigado por tudo o que nos deste.
Desculpa se houve algo que não te dei.

Estarás sempre comigo.
Sempre.

Sem comentários:

Enviar um comentário

+ histórias