08 outubro 2010

O mau tempo faz-se notar na rua.
Céu nublado.
Chove.
Faz vento.
Ouvem-se trovões.
As pessoas fogem.
Refugiam-se onde conseguem.
Tentando secar o cabelo.
A roupa.
O calçado.

Eu não.
Eu ando na rua.
De um lado para o outro.
Simplesmente porque sim.
Porque me apetece.
Porque posso.
Porque quero.
Simplesmente porque sou livre para o fazer.
Sozinho.
Mas sem receio.

A natureza segue o seu curso por cima de mim.
Á minha volta.
Nada posso fazer para impedir a sua fúria.
Como tal deixo-a libertar toda tensão.
Isso não me impede de fazer o planeado.
De viver a vida.
Com sol ou não, tenho obrigações.
Deveres.
Se chover deixa chover.
Se fizer sol, deixa fazer.


Segue a vida tal como queres, não deixes que contratempos o impeça ;)

Sem comentários:

Enviar um comentário

+ histórias