03 agosto 2012

   Perdoa-me...perdoa-me não ter tido coragem para te ir ver. Não foi porque não quisesse simplesmente preferia ver-te na tua cama, no teu quarto, na casa que construíste. Adiei...adiei demasiado a minha visita, adiei tanto que não mais voltei a ver-te. Ontem vi-me obrigado a despedir-me de ti, a ver-te ali deitado sem qualquer movimento. O corpo atraiçoou-te uma vez mais, a mente essa manteve-se sã até ao último momento. Doeu...doeu mais que alguma vez esperei, nunca na vida sentira tanto peso na consciência. Perdoa-me as vezes em que preferi render-me á preguiça e não subir aqueles degraus para te ir ver, para te ir alegrar o dia ainda que por breves momentos. Se antes não gostava de te ver ali deitado agora queria ter-te lá, sentar-me a teu lado e falar no nosso benfica, no que havia semeado no quintal, ouvir-te perguntar pela minha namorada e como nos tínhamos conhecido, ou simplesmente perguntar-te se te tinhas mandado para cima da "velha" á hora de almoço. As últimas palavras que me disseste foi "não vás" quando disse que ia para casa almoçar para ir de férias. Perguntei-te em tom de brincadeira se ficava sem almoçar e acenaste afirmativamente com a cabeça. Não fiquei, eu sei, mas sabia que estavas em boas mãos. Aquela pequeno grande anjo de metro e meio e cabelo grisalho que durante tantos anos arranjou forças para te amparar, para te levantar quando as forças te faltavam, para te acalmar quando dormias mal, para cuidar de ti, estava a teu lado uma vez mais. Estarias em boas mãos. Hoje já descansas na tua última morada. Cumpriste o teu dever entre o mais comum dos mortais, hoje descansas entre os anjos, juntaste-te a familiares, amigos. Sei que não tenho este direito mas ajuda-me. Ajuda-me a ter forças para segurar as coisas por aqui por casa. Ajuda-me a traçar o futuro do nosso nome, guia-me de dia, ilumina-me de noite. Continua a tomar conta da tua pequena alcateia como tão bem fizeste até hoje e nunca te esqueças "Quando um está em baixo o grupo junta-se e levanta-o" Sempre fui assim contigo e serei com quem precisar de mim. Eu guardo a pequeno anjo que cá deixaste, eu ajudo-a a ultrapassar tudo, está em boas mãos, sob o teu olhar atento eu consigo. Ocupa o lugar que mereces ter e tem, finalmente, a paz que sempre devias ter tido. O sorriso e os teus lindos olhos verdes mantém-se na minha mente e nunca esquecerei o que fizeste por mim. Sou o homem que sou graças á tua disciplina, a educação e principalmente ao carinho que me deste. Os valores esses eu mantenho-os na minha vida. Muito haveria aqui para dizer sobre ti mas o mais importante levas contigo no bolso do blazer que vestes. Quando precisar de ti vou encontrar-te na estrela mais brilhante aos meus olhos.

Um grande abraço com saudades meu herói

4 comentários:

  1. Tive de parar de ler a meio para que não ficasse a chorar como já hoje fiz várias vezes. Nunca pensei que me fosse tanto custar receber essa notícia, viver o dia de hoje. Sofri por mim e por todos vocês ao ver os vossos olhos e os vossos corações apertados. Não tive a oportunidade de ver esse grande senhor bem, mas acredita que ele nos viu felizes. A nós e a todos os que o rodeavam. Escrevo também agora com algumas pausas, tentando respirar devagar para que os pensamentos não se atropelem. Hoje lembrei-me vezes sem conta da minha *estrela* da dona de uma das muitas luas da minha pulseira e sinto que é altura de a pôr novamente. *Eles* merecem e é a forma de me sentir próxima de duas pessoas que não estão ao nosso lado mas estão dentro de nós. Acredita, tu e eu seremos motivo de orgulho por toda a força que mostrámos em ambas as alturas. Fomos os pilares e revi-me nas palavras que disseste hoje: tive tempo de sofrer à minha maneira. Hoje custa, amanhã vai custar e depois talvez comece a diminuir um pouco. Um dia de cada vez. Caminharás a meu lado e daremos um passo de cada vez. Serei sempre a "baixinha" e tu o neto de ouro. Ele estará a olhar por nós e a observar cada movimento nosso. Não o podemos desiludir. Selo este comentário com uma pequena lágrima de saudade verdadeira. Ele está a descansar, descansem todos vocês também. Por vocês, por ele.

    ResponderEliminar
  2. "Quando precisar de ti vou encontrar-te na estrela mais brilhante aos meus olhos." Que texto lindo. Fiquei sem palavras :x

    ResponderEliminar
  3. Está a acontecer um concurso no meu blog chamado "Critica aqui". Passa lá para participares e divulga!
    http://writersfield.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Que bonito. A dor de deixarmos alguém quando não devíamos e ela partir é algo insuportável!

    ResponderEliminar

+ histórias