22 setembro 2010

Naquele areal...

Ao olhar-te nos olhos sinto algo diferente.
O brilho apagou-se.
A proximidade converteu-se.
Já não somos o que éramos.
Sinto-te longe de mim.
Senti o teu coração deslizar para longe.
Deixou-me ali.
Só.
Custa estar de novo sozinho.
Sem ninguém sentado ao meu lado.

As lágrimas correm nas minhas faces.
A cada gota solta uma memória é avivada.
Os felizes momentos que partilhamos.
E jurámos que nunca acabariam.

Acabaram...

Agora espero que ele se aproxime uma vez mais.
Da mesma maneira que fizera anos antes.
Quando nos conhecemos.
Naquele areal.

Sem comentários:

Enviar um comentário

+ histórias