10 outubro 2010

Olhei-te nos olhos.
Vi um enorme brilho.
Iluminou o quarto escuro.
Deitei a minha cabeça no teu peito.
Relaxei como nunca antes.
Encostado á pele macia senti o teu coração palpitar.
Palpita por mim?
Quero pensar que sim.
Fico feliz por pensar que bate por mim.
Bate?

Sem comentários:

Enviar um comentário

+ histórias